GPS X EU - uma viagem insólita

Bem, pode parecer bicho do mato, ponto fora da curva, ser de um outro planeta, mas somente na semana passada tive o meu primeiro contato direto e sozinha com o GPS.
Meu Deus.....
Estou eu com uma amiga indo para uma outra cidade e eu precisava ir na casa da nossa bruxa e ela como sempre ir malhar na academia. Sou bem eclética, tenho amizades de todas as tribos até as que gostam de academia.kkkkkk.
Para ganhar tempo ela teve a brilhante idéia de me empresar o GPS para que eu fosse sozinha para ganharmos tempo, afinal cada uma tinha o seu compromisso.
Bom, ele já foi ligado do ponto de partida e aquela voz a todo momento mandando eu fazer as coisas, ou melhor, seguir a rota.. eu achei o máximo porque enquanto eu conhecia o lugar fui me divertindo muito com a certidão da “mocinha”. E não é que ela sabe o caminho?? Rs.rs.rs.rs..... tudo bem que teve pontos que ela se perdeu porque fiz caminho fora da rota dela e ela ficava “recalculando a rota” e assim fomos até o fatídico ponto. O caso de recalculo de rota é o máximo, afinal de contas se ela (GPS) não sabe onde ir imagina eu que dependo deste aparelho? socorrooooooo
E quando vem aquela voz "se prepare para virar a esquerda".. como assim?? tem que me arrumar, passar batom?? como alguém se prepara dirigindo para fazer curva......
Bem, eu vou a Lua via Moscou então não seria tão complicado assim....
Buzina e aceno e lá vou eu para esquerda e ela pra direita.
Pronto, momento by myself e GPS falando.. e a partir deste momento fiquei nas mãos, ou melhor, na voz deste aparelhinho que tem o mundo na palma da mão e eu não.
Eu confesso que tenho um bom senso de direção e consigo guardar os lugares, pontos de referencia... ufa... não estava me sentindo muito segura e fui meio GPS e meio eu mesma.
To eu descendo uma rua e “ela” pede para eu virar a direita e resolvei obedecer... meleca.. era contramão..kkkkkkkkkkkkkkkk
Oh burrinha.. não viu a placa?? Neu eu nem a mocinha que fica falando comigo...ha há há.
A minha sorte foi que somente tinha um carro no outro lado da rua, mas como a placa não era da cidade ele deve ter dado um desconto depois de me chamar de “Dona Maria”..
Confesso que preciso me familiarizar mais com este aparelhinho e definitivamente olhar as placas de trânsito, porque o GPS nos dá a direção da rota e não a leitura de placas e leis de trânsito que por sinal só funcionam para motorista né!
Enquanto isso vamos dirigindo do jeito que dá!
bj

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida é feita de pausas.......