O Meu Tempo Parou.....

Olá
Mais um sumisso desta aspirante a blogueira sem muito sucesso.
Sem crises, sem fugas.... o bicho pegou.
Dia 14/5 seria mais um dia como outro qualquer. No trabalho aquele perrengue de chefe que tira vc prá Cristo um belo dia. Sai do escritório com aquele nó na garganta e uma vontade imensa de mandar tudo pro inferno. Mas só que não posso. É duro.. mas este é um caso a parte que não quero nem perder meu sagrado tempo em descrever e dividir coisas tão pequenas.
Fui para o Villa Bambu comemorar o aniversário do Marcelo com direito a uma jantinha com amigos e veja só, versão vegetariana por minha causa. Isso não é pra qualquer um não, mas é prá mim.
Tudo normal.. aparentemente.1
Logo após o jantar eu senti um certo desconforto mas achei que seria do abuso da comida. Confesso que comi demais.
Vim pra minha casa e não estava bem, mas nada "do outro mundo". Ledo engano.
Acordei a 1h30 da manhã rolando de dor - cólica que não sabia o que estava acontecendo e fiquei me retorcendo até amanhecer.
Uma mescla de banhos quentes, bolsa, remédios e nada...
Dormi de cansaço e fiquei o dia em casa. Não tinha forças nem prá sair da cama.
Enfim, criei força e coragem e pedi para o Douglas me levar no pronto socorro.
Só por Deus, mesmo tendo convênio medico tinha muita gente e tive que ficar me contorcendo naquele PS.
Passado horas fui atendida, medicada e a dor se foi. Graças a Deus, que alivio. Exame de sangue, uma tomografia e a espera do resultado mais algumas horas.
Lá pela 1 da manhã o médico me chama e lá vou eu receber a notícia nada boa. Ele já estava com uma guia de internação. O que eu tinha era apendicite e a cirurgia era de emergência. 
Fiqueei sem saber o que fazer, na hora disse que não faria e iria prá casa e ai ele me disse assim: é grave e precisa ser feito, mas não posso te obrigar, mas você pode morrer.
Uallll.. o que é isso?? Sai da minha casa para ver um problema e volto com outro?
Enfim... pedi uma "saidinha rápida" para vir em casa, peguei minhas coisas, dei comida e água pro cachorro, chamei um táxi e fui para o hospital. Bem, neste tempo liguei pra minha família vir ficar comigo, deixei o Douglas em casa e vim.
Confesso que naquela madrugada foi um vazio tão grande...
Sai da minha casa e tive a sensação de que se algo acontecesse não voltaria mais pra ká.
Passa um monte de coisas na cabeça e ao mesmo tempo um vazio e um querer que me tirassem a dor que nesta altura já estava voltando.
Tirando a "lerdade" de conseguir ir para o quarto - 2 horas, a partir das 4h da manhã começou a saga de enfermeiros o tempo todo, tirando sangue - tirei tanto sangue pra exames que vai fazer falta..kkkkk, mede pressão, temperatura, remédio e soro na veia.. aff... sem dormir de novo.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A vida é feita de pausas.......